Saiba como as motivações propiciam o sucesso pessoal




A venda em http://www.autoresfree.com.br/ 21,00 

Veja trecho do livro 
Introdução ..............................................................................................  1
A estrada do sucesso em uma bolha .....................................................  5
O papel da fantasia no cotidiano ............................................................  9
Vantagens de circundar nossos objetos de desejo ..............................  11
Leitura da multiplicidade ........................................................................ 16
As razões para irmos em frente ............................................................ 19
Estruturas da realidade ......................................................................... 23
A escolha do amanhã ..........................................................................  27
Analogias da liberdade ......................................................................... 30
Viver como vencedor ...........................................................................  33
Construindo motivação na empresa ..................................................... 36
Elementos que nos motivam diante de problemas cotidianos .............. 39
A primazia de estar motivado ................................................................ 43
Referências bibliográficas ..................................................................... 48

Introdução


Estamos motivados ou desmotivados? Ambos os sentimentos emanam de contextos que funcionam como elos entre o que já foi experimentado e o que está sendo desejado. Elementos motivadores derivam de valores construídos em campos férteis para a tomada de iniciativas, sejam elas positivas ou negativas.
No terreno motivador, temos ações diversas que provocam o encontro entre o conhecido e o esperado, ambos fruto do choque, talvez, entre ideais elevados e a realidade. Trabalhar no embate desses últimos elementos, isto é, arquitetais e fatos, compõe parte do objetivo de interesse desta obra.
Discutiremos, entre outros assuntos, se a ampliação do que queremos poderá servir como mecanismo capaz de nos isolar dos problemas. É nesse sentido que o livro vai trabalhar a partir da formação das chamadas “bolhas imaginárias”, que tem como uma de suas funções servir como filtros pessoais para que consigamos evitar o enfrentamento direto do perigo.
No decorrer dos capítulos desta obra, serão exemplificadas as diversas finalidades dessas possíveis “bolhas”, que, uma vez geradas, passam a proporcionar, entre outros aspectos, a tranquilidade para planejarmos estratégias e escolhas, e também podem oferecer certa proteção a um estilo de vida pessoal contra situações não aprovadas.
E assim, ao aprisionar o indivíduo a partir de objetivos desejados, oferece lugares seguros, isto é, horizontes artificiais paralelos. Esses espaços ficcionais criados pela mente tornam-se dispositivos capazes de emitir perspectivas de futuro, funcionando como túneis que conduzem às metas almejadas.
Por outro lado, será investigado como o tremular angustiante também trabalha para oferecer mecanismos de trocas ao proporcionar possíveis fugas da realidade em bolhas imaginárias. E estas podem transportar os sentidos do corpo a lugares idealizados, construindo, assim, pontes sobre abismos, cuja finalidade será minimizar a realidade indesejada e maximizar a janela principal que nos interessa naquele momento.
Dessa forma, ao ampliarmos na imaginação os objetos e as atitudes desejadas, incorporaremos também, automaticamente, as mensagens de completude, isto é, sensações prazerosas que fortalecem novas ações de apoio rumo aos ideais. O efeito provocado ao tocarmos, mesmo que seja em pensamento, em algo que desejamos gerauma bolha de motivação que nos possibilita tatear os ideais, circundá-los, tomados apenas pelos sentimentos de certeza e confiança.
Essas bolhas imaginárias despertam sensações que nos convidam a lutar pela busca de sonhos pessoais. Para isso, apontam-nos possibilidades em linguagens metafóricas, mas suficientes para ativar forças extras e criar inspirações semelhantes a ventos que sopram a imaginação, e estes formam novas bolhas de entusiasmo e esperança.
As incorporações de ideais imaginários, vividos ou ficcionais participam do fator determinante do que conhecemos como escolhas, mas também podem ser frutos do acaso ou até uma maneira de fugirmos da realidade. E, desse modo, este livro buscará abordar a tentativa de controle das multidões a partir de aproximações entre pessoas, sonhos, esperanças e imagens ideais.
E nesse sentido, os contextos sociais podem servir como elementos motivadores ao se revestirem com atmosferas geradoras de sensações emocionais, cuja finalidade seriam as tentativas de atrair, de alguma forma, a escolha imaginária das pessoas diante de objetivos idealizados por empresas, organizações, instituições e outras.
Assim, algumas ações pessoais derivam de idealizações selecionadas pelos indivíduos entre muitas outras que lhe foram apresentadas de acordo com o seu modo de viver. E essas opções ou buscas idealizadas são capazes de enchê-lo como uma bolha flutuante que se movimenta na direção do que admira.
O valor ou a qualidade daquilo que buscamos nos alimenta, guia e orienta. É o poder do que acreditamos que nos impulsiona. Assim, ideais impossíveis e ausências podem servir, entre outros, de trilhas que estruturam imaginários e realidades pessoais.
Alguns elementos se encontram no campo da procura, mas mesmo assim nos orientam sobre fatos e acontecimentos, isto é, apontam rumos e posições de acordo com seus princípios, cuja compreensão às vezes nos escapa. Desse modo, podemos falar que certas escolhas pessoais podem ser determinadas pelos ideais que colecionamos, colocando-nos na luta e ancorando-nos em momentos difíceis, seja no ambiente em que nascemos ou naquele em que estamos inseridos no presente.
Optamos nesta obra pelas escolhas guiadas pelo coração, cujas orientações apontam possibilidades infinitas e são capazes de ignorar possíveis dificuldades do corpo ou dos contextos em que estamos inseridos. Elas nos despertam sentimentos de liberdade, os quais nos oferecem apoios emocionais, pois são emanados dos ideais numa espécie de corrente que nos puxa junto a eles.
Dessa forma, a capacidade de apropriação humana, somada aos sonhos, cria bolhas de otimismo que nos revestem e nas quais passamos a respirar o hoje com o sabor do amanhã.
Nesse aspecto, esse canal de nutrição que nos alimenta de sensações e possibilidades torna-se imponente e desperta a coragem para buscarmos o objeto desejado, isto é, oferece proteção, envolvendo-nos numa bolha de estímulos, cuja vitória, objetivo maior, aponta as escolhas.
Uma vez definidas as opções, o passo seguinte será acreditar no potencial que temos. Dessa maneira, atrairemos outros elementos para que se agrupem em torno do mesmo objetivo proposto.É a qualidade daquilo que participa que pode motivar o sucesso, pois a capacidade humana de ampliar desejos também cria estados mentais capazes de nos colocar em sintonia com circunstâncias ideais.
E assim, essa carga emotiva torna-se uma espécie de blindagem contra possíveis ações negativas, e neste livro tentaremos nos munir de alguns elementos, com a finalidade de apontar alguns mecanismos cujos potenciais possam nos proporcionar as possíveis construções das chamadas bolhas protetoras.
Esta investigação terá como apoio algumas obras de autores como SlavojZizek, Edgar Morin, Joseph Campbell, Ernst Cassirer, entre outros. Olivro tem como norte a busca de amplitude para o tema sucesso, pelo qual tenho interesse e do qual trato também em meus livros Saiba como obter sucesso em contextos sociais diferentes e Saiba como as experiências favorecem o sucesso profissional. Espero aguçar a curiosidade dos leitores também neste trabalho ao aproximar conceitos como sucesso e motivação.


A estrada do sucesso em uma bolha

Cada organismo é, por assim dizer, um ser monádico. Tem um mundo só seu porque tem uma experiência só sua[1]. Deem-me um ponto de apoio e eu moverei o universo[2].
               

Esse caminho possui no mínimo duas pistas para aqueles que vão adiante e outras de semelhante quantidade para quem está no sentido oposto. O sucesso é a meta da viagem, e o combustível que não lhe pode faltar nesse percurso é o que podemos chamar de “bolhas”[3]. Estas são movidas ao sabor das possibilidades imaginárias, isto é, podem avançar de forma instantânea ou estourar em segundos.
Sendo assim, quanto maior for a capacidade de criarmos borbulhas de mundos imaginários, mais rápido andaremos em nosso trajeto rumo aos ideais pretendidos. Elas nos oferecem, de forma quase invisível, certo escudo protetor contra o desânimo e o fracasso.

 A venda em http://www.autoresfree.com.br/ 21,00 



[1]CASSIRER, 2005, p. 46.
[2]ARQUIMEDES apudCASSIRER, 2005, p. 338.
[3] Trata-se de uma referência à bolha de sabão, que por alguns instantes cria pequenos mundos maravilhosos que encantam criançase adultos. Em nosso caso é o elemento motivador que nos faz movimentar-nos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Simbolização da Grandiosidade pelo Indivíduo

A Simbolização da Grandiosidade pelo Indivíduo  Joaquim Luiz Nogueira  A construção do Individuo pelo símbolo - Parte 5  Press...